*Estagiário sob supervisão
*Com informações: assessoria

Em mais uma comprovação do crescimento da economia em Alagoas, o setor de serviços encerrou o primeiro semestre do ano com aumento de 10% no volume em relação ao mesmo período do ano anterior. O novo balanço da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) foi divulgado nesta quinta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Noutro dado de destaque, as atividades do segmento no estado tiveram avanço de 39,9%, na comparação entre junho de 2021 e o mesmo mês no ano passado. O percentual alagoano ficou acima da média nacional, que subiu 21,1% no período.

Em todo o Brasil, as cinco atividades pesquisadas contribuíram para o bom desempenho, com evidência para a alta nos índices em serviços de informação e comunicação (2,5%); transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (1,7%), e serviços prestados às famílias (8,1%). Apesar do menor impacto, os serviços profissionais, administrativos e complementares (1,4%) e os outros serviços (2,3%) também figuraram com saldo positivo.

“Embora todas as atividades tenham avançado, esse resultado se deve, principalmente, a um conjunto de serviços que se beneficiou da própria pandemia ou não foi tão afetado por ela. São setores mais dinâmicos, mais focados em inovação, em capital do que em mão de obra, que conseguiram se reposicionar aproveitando as oportunidades geradas pela pandemia, dado o efeito que ela teve na atividade econômica”, explica o analista da pesquisa, Rodrigo Lobo, ao analisar o panorama nacional.

A PMS é divulgada mensalmente, com amostragem de mais de 12 mil empresas de serviços do país que possuam 20 ou mais pessoas ocupadas.